quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

rachmaninoff - prelude in g minor op. 23.



Garanto que não estou viciado. Não mesmo. De todo. Jamais!

7 instantâneas:

Nikky disse...

Gostas de coisas invulgares... Gosto disso! =)

Polaroids and Cigarettes. disse...

Não se pode dizer que Rachmaninoff seja a coisa mais invulgar de sempre. Mas ainda bem que gostas :)

Nikky disse...

Sem contar comigo, acho que não conheço ninguém abaixo dos 30 que saiba quem é esse senhor. E podemos acrescentar que não é um dos mais famosos... Nem consensual.

Polaroids and Cigarettes. disse...

Bom, eu tenho menos de 30 anos. Acho que isso ajuda na tua contagem, não?

Quanto a ser consensual: nem Gershwin ou Stockhausen são consensuais e não deixa de ser por isso que os acho génios musicais. Completamente diferentes, mas, nevertheless, são soberbos.

Fidélio .:. disse...

Já somos dois. Verdadeiramente viciante!

Polaroids and Cigarettes. disse...

É, não é Fidélio? E a pianista é excelente. Se bem que prefiro ouvi-la a tocar sonatas de Beethoven.

Nikky disse...

Eu sei. Daí ter apelidado o gosto de invulgar... =)

Enviar um comentário